Terça-feira, 29 de Maio de 2007

... Fim?

Pensamos nós em fazer planos, viver a vida amanha e pensar o que vamos fazer depois, gostamos de sonhar com aquele momento especial que vai chegar um dia, com tudo a dar certo se aquele detalhe importante correr bem, vivemos sem aproveitar na verdade os momentos, poucos, que temos,
seja ao lado de quem amamos ou simplesmente com nós proprios, sao esses detalhes esses momentos, aqueles precisos instantes que já nos esqueçemos ou damos pouca relevançia que no fim vao contar para alguma coisa. Que vao contar brevemente ,seja, para nos sentirmos alguem ou para podermos dizer que vale a pena, que valeu a pena.

No entanto olhamos para as maos, pensamos nós que podemos fazer tantas coisas, que temos tempo para tudo e para mais alguma, ficamos à espera, passivos, parados, uns choram outros riem, há quem resmungue com a vida e outros ainda dizem que está optima e corre bem.

E um dia, acaba.
vindo do nada, de uma causa inexistente, aparece o fim, seja ele qual for, no aspecto que tiver. acaba. ficamos com uma imensa quantidade de sonhos por cumprir, depois disso, lamenta-se. pensa-se nos ses, relembra-se os amores e as paixoes, finca-se garras forte no presente, vive-se um momento descendente e pairamos num limbo de incertezas e arrependimentos, nesse momento pode haver um sorriso, aquele que do fundo se sente como uma chama, sorrimos, os olhos brilham e sentimos que secalhar até fomos felizes...sonhamos... e acaba.

 


"E se um dia me faltares, eu nao serei nada
e ao mesmo tempo serei tudo,
porque em teus olhos estao as minhas asas,
e está a onda onde me afogo."

sinto-me: --
música: --

Escrito por Alma às 17:18
lnk | comentar | Escritos favoritos
|
5 comentários:
De Andreia a 5 de Junho de 2007 às 17:11
então desaparecido, a pensar no fim?!?! eu cá gosto mais de começos!
faz favor de vir aqui ( http://andreiamoniz.blogspot.com/ ) e de escrever uma teoria.
se fizeres isso, para ti um grande bem haja, se não fizeres, bom...vai-te catar! LOL
beijinhos


De Chaka a 11 de Junho de 2007 às 23:09
o Fim de q?


De Anónimo a 24 de Junho de 2007 às 03:34
Brilhante :)


De Andreia a 3 de Agosto de 2007 às 14:31
será o último post o prenúncio de outro fim, o deste blog?!

beijinho

Andreia


De A. a 11 de Setembro de 2007 às 19:04
oiço a não verdade. já nem são mentiras, as mentiras são mais comuns, inocentes e a palavra é demasiado simples para descrever tal arte. essa arte de se ser e sentir o que se quer da ‘boca para fora’, como tão vulgarmente e tão bem se diz. são modelações da realidade de acordo com o desejo do interlocutor. parece mais fácil inculpar outrem , recriar esta realidade que na realidade é tão pouco maleável. esquecem os incautos que no fim a carga da consciência é a mais difícil de carregar.
com a não verdade vêm uma surdez crónica acompanhada de uma cegueira mental de conveniência, uma cobardia borrada.

quando crescer, quero ser capaz de não odiar estes seres absurdos e aceitá-los como parte integrante da natureza. afinal de contas, na natureza há muita coisa que cheira mal.

vê lá se não acabas com o blog que eu não tenho mais onde escrever estas coisas ;)
e vê se apareces...até parece que morreste ó algo que o valha (lol)<---ê pá, já não escrevia um lol há muito tempo! coisas da idade concerteza


Comentar post

Quem sou ?


ver Alma

seguir perfil

. 1 seguidor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Ultimos escritos

Seria por um dia...

O peso de pó acumulado...

Filhos de Putagal

passagem...

... Fim?

Saudade incompreendida...

viste ?

Nao esqueci...

Coisa Nenhuma

... e o tempo quando pass...

O nosso Portal


Pórtico

tags

todas as tags